28 de agosto de 2011

Navego em ti...

Coloco as mãos de fora, toco-te na pele, sinto-te na alma, nas encruzilhadas da vida, nestes caminhos ensolarados por onde caminhas suavemente como quem trilha um pano de cetim, com bordados floreados ora de cores claras, ora de vermelhos fortes, com amarelos reluzentes, azuis violeta ou verdes de esperança, onde a cor se mistura com os cheiros, fortes das notas musicais que vestem a cadência das horas... onde os cheiros misturados de cor se transformam num multicolor prado sem fim, roseiral divino, onde danças eternamente, nos sorrisos que te embalam o corpo, num tango sensual com a vida que te jorra nas pontas dos dedos, estes que te (d)escrevem, que te conhecem até ao ínfimo pormenor. Lavo a cara de lampejo, despojo de todas as tristezas que a amargurada existência tantas vezes se compõe, em laivos de alegrias misturados de salpicos de correrias desenfreadas pelas veredas tortuosas de uma nano existência fugaz de um segundo seguro na mão, como um pássaro livre que rasga os céus, numa liberdade estonteante de se perder no infinito...

16 comentários:

Eva Gonçalves disse...

Sempre tão intenso o que escreves... lindo.

Marcela disse...

...das notas musicais que vestem a cadência das horas...
Perfeito!

N. Barcelli disse...

A tua navegação é estonteante... e excelente... nas palavras sempre bem ditas...
Querida amiga, tem uma boa semana.
Beijo.

Moi disse...

Eva,
A vida é intensa... basta senti-la!

Beijinhos

Moi disse...

Marcela,

... perfeita é a vida! :)

Beijos

Moi disse...

N. B,
Obrigado e boa semana também para ti!
Quando navego em mim o resultado é este... cada um de nós tem recantos ainda por descobrir.

Beijo

Pedro Miguel disse...

Agradeço bastante. :D Sabe sempre bem estes pequenos comentários agradáveis.

E gosto bastante do que escreves. E neste momento queria conhecer mais palavras como "carinho, mimo, suavemente, colo" e assim. Mas acho que me vou voltar para o texto. O texto sim deve ser e ter tudo isso. :D

Moi disse...

Pedro,
Agradecimento retribuido! :)

Obrigado pelo elogio, como dizes sabe sempre bem. Quanto às palavras que falas, tens de procurar a pessoa certa para isso.

Beijos

A Palavra Mágica disse...

Moi,

"Navegar em liberdade estonteante de se perder no infinito"

Sem palavras para comentar. Quero ficar olhando maravilhado a beleza que li aqui.

Beijos!
Alcides

Moi disse...

Alcides,
Agora fui eu que fiquei sem palavras perante o teu elogio! :)

Beijoooo

Malu disse...

Passando para ler novamente suas palavras e deixar um grande abraço.

Moi disse...

Malu,
Sempre presente! :)

Leva um abraço meu também, dado do fundo do coração

Manuel disse...

Que magnifico o seu Blogue.
Corri e li tudo o que foi me possível e vou encantado.
Há tanto lirismo nos seus textos e tanta magia que fiquei preso e com desejo de voltar muitas vezes.
Obrigado por me dar a conhecer este espaço.

Fernando Santos (Chana) disse...

Muito belo...Espectacular....
Cumprimentos

Moi disse...

Manuel,
Obrigado!
A porta está sempre aberta, volta quando quiseres!

Moi disse...

Fernando,
Obrigado!
Obrigado também pela visita!

Beijos