7 de fevereiro de 2012

Confidências...


O tempo lá fora chora por ti... a alma emudece o coração tranquilo, e a voz, a voz... rouca de emoção produz sons inaudíveis aos insensíveis seres ignorantes de toda a cena desenrolada entre portas, e quatro paredes... onde o desejo, a ardência, a lascívia se misturam em doses perfeitas, e perfazem um matiz de uma manta de retalhos incompleta pelas horas sorrateiras que passam nos lençóis... intranquilidade assustadora da saudade derramada pelas mãos que percorrem a pele dourada, colorida pelo brilho do suor... escorrido em gotas de paixão, entre gemidos trocados e beijos, beijos... roubados às línguas enlaçadas dentro da boca sedenta de ti, desse gosto doce misturado no meu... num prolongado olhar, profundo... demorado no fundo da alma, contemplando sorrisos, em pequenos gestos arrepiados pelas palavras em silêncio, onde ficam emolduradas na memória imortal do tempo perdido, vagaroso caminhante dos amantes... dóiem-me as pontas dos dedos, onde a tua canção deixou um rasto de veneno agridoce, que se mistura na neblina das manhãs seduzidas pelos raios do sol e pelo brilho dos teus olhos... ondas musicais soltas e gravanas na pauta da vida, embaladas em tons de carmim, e escarlate... pintura salpicada de pedacinhos de algodão soltos ao vento, esvoaçantes nas mentes embriagadas nessa torrente de sentimentos que me escorrem na alma... solta ao alvorecer do dia...

10 comentários:

Venus in red disse...

E o amor, é...





Basium
(intensamente meu...)

Moi disse...

Venus,
Amor é... sem explicação, quando nos damos oportunidade de o viver...

Como gosto de ver por aqui! :-)





Beijos em ti

rui disse...

Bem ate me passei aqui......isto sim isto é amor...isto e desejo.. cala-te rui se näo Moi ..nem coloca o comentário..

Pois eu com medo disso nem digo mais nada...... mas
boa noite posso dizer..que gosteu tambem... que gosto de tar aqui

um beijinho amiga
Rui

Moi disse...

Rui,
Obrigado pelas palavras!

Aqui não há barreiras aos comentários, só se forem ofensivos, de contrário, a liberdade impera neste espaço, como em toda a minha vida... portanto, estás à vontade para escrever o que quiseres...



Beijinhos :-)

Bianca disse...

Moi,um presentinho para ti no meu blogue.

Com carinho,

Cabra Branca

Moi disse...

Bianca,
Muito obrigado! :)
É um orgulho receber esse selo.



Beijos

Noctívaga disse...

Adorei simplesmente este teu blog. Os outros também, mas como escrevo "atirado" um bocado para este teu lado gostei imenso do que li. Tocou-me cá dentro. Há que viver o amor. Guardá-lo e tê-lo à flor da pele para poder viver todas as coisas do mundo em pleno. Beijinho boa semana!

Moi disse...

Noctivaga,
Eu sei que é mais o teu estilo.
Obrigado pela visita!
Viver o amor... à flor da pele, nem sempre é fácil!



Beijos
Que tenhas tido boa semana também

Nilson Barcelli disse...

Belas confidências.
Feitas numa prosa poética muito agradável de se ler.
Beijo, querida amiga Moi.

Moi disse...

Nilson,
Obrigado pelas palavras e pela presença.

Confidências... são as que permitimos revelar a nós mesmos!




Beijos