31 de janeiro de 2012

Mero (a)caso!


Quando um dia quiseres estarei lá... onde a chuva faz uma paragem brusca para cair de masinho. Quando um dia quiseres, volto aqui e pouso a mão em cima da tua, e fico a olhar o horizonte, falamos do nada, de coisas perdidas, sentimentos partidos, paixões esquecidas... quando um dia quiseres voltamos a beijar o tempo para ele se esquecer de nós, e vivermos na eternidade envolvente das cores escarlate de que o céu é tingido quando me olhas... quando um dia formos o que não somos hoje, voltamos a dizer palavras doces, amolecidas na paixão do roçar os lábios de mãos dadas... quando um dia chegar o ali, o agora, o momento de tocar o teu rosto mais uma vez, serei só eu... única, indissolúvel da divisão do espaço, aquela que apenas se vê ao espelho nua... quando um dia chegares, eu estarei de braços abertos, sorriso nos lábios, para voarmos até ao infinito... quando um dia quiseres, serei o pássaro no ar, a sereia navegante do teu corpo, enrolado entre os teus braços, misturando-me no teu cheiro, ao sabor dos teus beijos... quando um dia piscar os olhos, a melodia que ecoará pelo ar deste mundo será o brilho dos meus olhos, iluminados por ti... quando um dia for o que um dia sonhei, serei só tua, e de mais ninguém...

14 comentários:

epee disse...

E ficam nas reticências o desejo, realizado, de ser o que se sonhou.

¬

Bianca disse...

e quando chegará o dia em que Tu minha querida desabafos quiseres?

Pensa em iluminares os teus olhos num olhar de Ti.

Gostei muito de te ler, és intensa, tal como seres imensa nesse querer.

Moi disse...

epee,
Caminho sempre em direcção a mim... mesmo quando existe um tu pelo caminho! É sempre o meu sonho, a minha vida, que pode entrelaçar-se na vida de outrem...



Beijos :D

Moi disse...

Bianca,
Antes de mais sê bem vinda!


É sempre um olhar sobre mim, mesmo que exista um tu reflectido no meu olhar, no meu sonho...




Intensa, a palavra certa, a que mais me define, faço dela uso diário.




Beijinhos

A Palavra Mágica disse...

Moi,

Que esse dia seja ontem, na saudade,hoje, no desejo e sempre, nas realizações!

Beijos!
Alcides

Stargazer disse...

Antes de mais nada és de ti própria querida Moi, e só depois dos outros.

Gostei muito de te ler neste registo intenso e profundo!

Beijo melodioso como a música que me embala aqui,

Moi disse...

Alcides,
Lindo o que escreveste!
Sempre bom te ver por aqui, mesmo que o longe seja apenas em km...





Beijos

Moi disse...

Star,

Antes de mais e sempre, sou de mim...
Nunca penso o contrário!


O que lês aqui são trocadilhos poéticos, cada um vê o que quer, mas relê e olha para uma conversa de mim para mim, talvez fique com um outro sentido... afinal, as palavras servem para isso mesmo! Jogam-se a nosso favor, sempre!


A música é uma das minhas referências!

Como diz a canção "It can't rain all the time!"



Beijo embalado nas tuas palavras deixadas aqui :-)

rui disse...

me apaixonaste com este teu texto

e que texto....

"quando um dia chegares, eu estarei de braços abertos, sorriso nos lábios, para voarmos até ao infinito...".....

lindo......Moi

e acabas de uma maneira.....

"quando um dia for o que um dia sonhei, serei só tua, e de mais ninguém..."

nao conseguia fazer melhor...

meus parabens... e por isto e por outras razoes que sempre torci para que mantivesses os teus blogs

estou muito feliz..por Ti

um beijo..no teu coracao
Rui

Moi disse...

rui,
Eu também estou feliz por mim... às fechamos porque tem de ser, às vezes há motivos maiores que nos levam a fazer isso, mas são sempre partes de nós.

Obrigado pelos teus elogios ao meu texto, fiquei sem palavras!






Beijos

DESIRE disse...

Intensamente poderoso!
Beijos prometidos

Malu disse...

Sou suspeita para falar das suas escritas tão pessoais e introspectivas que gosto imenso.
Pura sensibilidade e autoconhecimento...
Abraços, amiga do coração!!!

Moi disse...

Desire,
Obrigado!


Beijo

Moi disse...

Malu,
Sempre gentil nas palavras...
A minha escrita é o reflexo de tudo o que já vi e vivi, com tudo de bom e mau porque cada um de nós passa...

Introspectiva, sempre!


Devolvo o abraço, amiga