14 de outubro de 2011

Pedaços do sonho...

Olho-me nos olhos, e nas mãos vazias ficam as linhas de um esboço mal traçado, escorrido e escrito entre os desígnios dos deuses, numa imensa folha de papel em branco, com palavras nuas, dançando entre as virgulas e os pontos finais... da enxurrada de emoções que a translúcida mortalidade nos obriga a engolir, sem permissão, a seco ou embrulhadas num misto de sorrisos e lágrimas. No silêncio gritante a tinta chora sentimentos contraditórios, onde vive o sonho, que vai dançando lenta e sorrateiramente entre as sombras gigantes do amor/ ódio dos dias de trevas, onde se plantam esperanças nas estacas que demarcam o caminho, um riscado rasurado pelo cair do tempo, atravessado pelas curvas da existência, como passos de um tango descompassado no prazer da mente, construindo assim uma memória inconfundível, talhada a fogo como uma tatuagem definitiva minuciosamente desenhada na pele, de onde jamais se apagará. Conjunção indefinida da intermitência dos desejos profanos da alma, estatelada nesse estrelado levitante que os silêncios carregam noites fora, debaixo do luar dos meus olhos, algodão puro do encanto que remexe cada corda desta viola moldada e feita estátua que hipnotiza, crava alucinações irreais nos mais incautos, derretendo cada pedaço de gelo à sua passagem, numa entrega de olhos fechados e braços abertos às vontades caprichosas do destino impiedoso das memórias, num abandono sem medo ao êxtase de todos os sentidos...

16 comentários:

Malu disse...

E dos pedaços de sonhos construiremos sonhos inteiros.
Que texto tocante.
Abraços

Fragmentos Intemporais disse...

Nada como palavras sentidas para começar bem o dia...

Moi disse...

Malu,
O sonho é feito de retalhos cozidos uns nos outros...


Beijo e abraço

Moi disse...

Fragmentos,
Palavras que bailam ao sabor das emoções! :)

A Palavra Mágica disse...

Memórias são sonhos que nunca se apagam.

Um beijo!
Alcides

Moi disse...

Alcides,
É verdade, nunca mais se apagam... ficam para sempre dentro de nós.



Beijo

Whispers disse...

Querida,
Os sonhos sao a luz da vida.
O que seria do homem se nao fosse capaz de sonhar.

Mesmo que alguns sonhos so alimentem a ilusao.

Amei ler este post.

Desejo que tenhas uma boa semana
Mil beijos
Rachel

Moi disse...

Rachel,
Há quanto tempo! :)
São sim, os sonhos são as traves que nos fazem seguir em frente, mesmo que alimentem a ilusão, como tu muito bem dizes.




Beijinhos

epee disse...

A arte de cronificar em versos. Impossível ler e não se deixar levar pela poesia que nos envolve. Não pelos sonhos, mas pela realidade.

Uma lição talvez, ou um aprendizado.

¬
Boa semana, Moi.

Moi disse...

epee,
A vida é um conjunto de lições aprendidas... o sonho poetisa a realidade.





Beijos
Boa semana também para ti! :)

Momentos... disse...

O primeiro pensamento foi: "Um dia quero escrever...
Porque sentir basta ler estes textos...
Um beijinho enorme, obrigada!

Moi disse...

Momentos,
Obrigado eu pelo elogio à minha escrita! :)



Beijinhos
Saudades tuas

Angella Reis disse...

Belo e profundo! Escreve maravilhosamente! bjs

Moi disse...

Angella,
Obrigado! :)

Nilson Barcelli disse...

Não há que ter medo, de facto. Afinal, esta vida é mesmo irrepetível.
Magnífico texto, gostei.
Beijos, querida amiga Moi.

Moi disse...

Nilson,
A vida é bela... mesmo com as contrariedades (acho que são elas que apimentam um pouco, fazem-nos lutar).



Obrigado pelos teus elogios que sempre deixas à minha escrita! :)



Beijo